quinta-feira, abril 05, 2012

Simplicidade


Esta manhã, uma criança de muletas e o adulto que a acompanhava (talvez o pai), estavam a observar umas flores silvestres que nascem nos pequenos descampados que circundam os prédios. A criança sorria e percebia-se na sua cara como ela estava feliz a admirar tudo enquanto o adulto fotografava as flores.

Aqueles gestos tão simples de admiração para com a natureza, relembraram-me que o Homem anda muito distraído. Perdemos muito tempo à procura de algo que nos admire que nos deixe entretidos...quando basta pararmos e olharmos a Natureza à nossa volta. Somos bombardeados por coisas fúteis e inúteis...e pior que isso, fazem-nos acreditar que só pagando é que conseguimos ter essas coisas.

E eu pergunto:
Quando foi a última vez que admirámos as estrelas no céu? Ou contemplámos uma árvore? Quando foi a última vez que tentámos perceber qual o papel de cada elemento na Natureza?

Acho que perdemos muito tempo a pensar como destruir, construir e fazer tudo à nossa maneira, quando as coisas mais belas e os melhores exemplos de perfeição nos são dados pela Mãe Natureza.


Postar um comentário